Buscar
  • Jéssica Milato

Escrever, Sonho ou Objetivo?


Bom dia escritores, tudo bem com vocês?

Hoje pela manhã, vi um post e decidi vim falar um pouquinho com vocês.

Gostaria que lessem, mesmo se ficar um pouco extenso (afinal somos escritores/leitores).

Mas vamos ao que interessa, a discussão que nunca terá fim: Editoras Tradicionais X Editoras que cobram.

O intuito desse meu texto é apenas para fins de conhecimento e não gerar polêmica e desconforto, muito menos ditar o que deve ser feito.

Vou tentar ilustrar fazendo uma analogia à pirâmide da cadeia alimentar. vamos imaginar que o autor é a base dessa pirâmide, as editoras menores são o meio e as grandes editoras são o topo.

Estudaremos então a base: os autores.

Leiam o que vou escrever como crítica positiva, ok? Quero que levem isso para a vida.

No nosso meio, existem 3 tipos de autores: os que escrevem por hobby; O que acha que está numa linha de produção; E o que quer fazer da escrita uma profissão.

O autor que escreve por hobby, escreve para si, sem pretensão de uma publicação, seja ela física ou digital. Escreve para aliviar a tensão diária, para passar o tempo, para ter algo seu escrito. Dificilmente colocará algo seu para ser lido, mesmo que em plataforma de leitura gratuita. Ele apenas sonha em ser escritor, não tendo isso como objetivo.

O autor de produção é aquele que, mal termina uma obra, já inicia a outra. Mas isso é ruim? sim. Para um autor que tem a escrita como objetivo, isso é péssimo. Denota desespero e despreparo. Desespero em ser lido e despreparo na escrita, uma vez que mal tem tempo de trabalhar em uma pesquisa para o próximo livro. Algumas vezes têm o livro publicado, geralmente por mais de uma editora, pois o importante é ter o livro. Vende meia dúzia de cada obra e fica por isso. Têm o ego massageado por ele mesmo, pois o egocentrismo o cega. Ou seja, não importa que não seja lido, o importante é ser publicado.

E por fim, temos o autor que tem a escrita como objetivo. Quer ser autor de fato. Esses por sua vez, é raro no mercado e vou explicar.

Muitos têm vontade, mas poucos investem nisso.

99% dos autores acham que para ser autor, basta ter dom. Eu também acredito nisso. Mas devemos lembrar que, crianças fazem produção de texto nas escolas e nem por isso estão aptas a escrever um livro.

Escrever é muito mais do que apenas digitar palavras no computador.

Vamos pensar numa peneira de futebol. os que passam por ela são jogadores que têm dom, mas que mesmo assim ainda treinam duro para se destacar entre os melhores. Vários desses bons jogadores, nunca chegarão a jogar num grande clube, pois ainda vão se destacar mais ainda, os que têm técnica. 1% dos que tem apenas dom, se destacarão por isso e mesmo assim treinarão técnica.

Estão entendendo onde quero chegar?

A matemática é simples: se você quer ser um profissional, aja como um.

Você não vê grandes autores vindo no Facebook fazer perguntas do tipo: Que nome posso dar para meu livro?; Ou pior: Pessoal me ajudem no enredo desse livro, me deem nomes para personagens... Como descrevo cena tal.

Isso chega a ser ridículo vindo de quem quer ser escritor.

Muitos que querem ser autores, não sabem montar uma escaleta, uma ficha de personagens, desconhecem os elementos de cena, filtro de cena, PDV de personagem, não sabem usar o dicendi, travessão ou parágrafo. Desconhecem o mínimo de ortografia e gramática...

Resumindo, querem entrar num mercado repleto de profissionais, mas não são profissionais. As editoras analisam a sua história com critérios e técnicas profissionais. Além de ter um texto profissional, você precisa ter uma atitude profissional se quiser ingressar neste mercado.

Sendo mais cruel, porém realista, as grandes editoras tradicionais não publicam e nem divulgam com destaque um livro porque ele é bem escrito ou porque ele foi escrito por um jovem talento. Eles colocam em prateleiras com destaque AQUILO QUE VENDE!

Portanto, no Brasil é muito difícil (não impossível) conseguir ser publicado por uma grande editora comercial e ter seu livro em destaque nas livrarias, simplesmente porque trazemos pra cá muitos sucessos de venda no exterior. Elas preferem gastar com aquisição e tradução de um livro que vai bombar de vendas, do que publicar um autor que escreve bem, mas não tem público.

Resumindo, o que quero dizer é: se você deseja estar numa grande editora, você tem que investir em: leitor crítico, excelente revisor, pagar um agenciamento... Ter um livro acima da média e principalmente um público já formado.

Agora vamos para o meio da pirâmide: As pequenas editoras e prestadoras de serviços.
É errado eu pagar para publicar?

Vamos inverter a pergunta: É errado você cobrar para trabalhar?

O mercado editorial é composto por vários profissionais e eles são pagos pelos seus serviços.

Existem as editoras por demanda, as prestadoras de serviços e as híbridas.

Em pequena editora raramente você encontrará uma em que não tenha que ter investimento algum, pois o risco de ela falir em no máximo 3 anos é alto.

As editoras por demanda, fazem todo o processo de edição, registros e impressão do seu livro, além de marketing e site para vendas.

Dessas existem várias no mercado, boas e ruins. O autor tem que pesquisar antes de assinar. Não tenham pressa de escolher.

As prestadoras de serviço, fazem todo o processo de produção, porém a impressão fica a cargo do autor. Para autores independentes é uma excelente pedida. Você tem serviço profissional em livro independente. Sem amadorismo.

E por fim temos as híbridas (não confundam com tradicional). O autor não paga publicação, porém tem que comprar uma quantidade X de livros.

Nos três casos, tudo é regido por um contrato, cada qual com suas especificações e acordos entre as partes.

Por último, temos as grandes editoras tradicionais.

O sonho de 10 a cada 10 autores. Acredito que pelas explicações acima, já sabemos como podemos chegar aqui.

Portanto meus queridos, a pergunta que deixo aqui é:

Escrever pra você, é um sonho ou um objetivo?

Beijinhos e até o próximo post.


Ah, se gostarem dos textos, compartilhem com os colegas!

0 visualização

VENHA FAZER HISTÓRIA

©2018 by VENHA FAZER HISTÓRIA.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now